quinta-feira, janeiro 11, 2007

Irlanda, um exemplo a seguir

Num momento em que se fala tanto em Portugal, entre a comunidade dos pescadores lúdicos, da nova regulamentação, convinha olhar para o que se passa noutros países sobre esta matéria, para podermos aprender um pouco mais e fazer uma legislação que não só defenda os recursos e a pesca como também beneficie o país.
Um dos países europeus mais avançados nesta área é a Irlanda, bastanto a consulta ao site da Fisheries Central Board para perceber a distância que ainda temos de percorrer. No que diz respeito ao nosso Dicentrarchus Labrax, a Irlanda tem um longo caminho de preservação e defesa da espécie (cerca de 10 anos) e actualmente a sua pesca tem de respeitar os seguintes pontos:


  • Em cada 24 horas cada pescador apenas poderá ficar com dois peixes;
  • O tamanho mínimo de captura está fixado nos 40 cm, devendo os peixes mais pequenos ser devolvidos vivos à água;
  • A venda ou a oferta para venda é estritamente proibida;
  • A pesca é interdita entre 15 de Maio e 15 de Junho.
Seria muito bom que as nossas autoridades conseguissem perceber realmente a lógica da pesca desportiva e aproveitassem os bons exemplos que já existem ao invés de criarem legislação apenas preocupada com a aplicação de multas, limites e restrições sem qualquer fundamento científico.

Consultem o site www.cfb.ie



1 comments:

samuel disse...

que bom:
eu estou em casa a curar-me duma perna partida, e sonhando com as pescarias que não posso fazer e desejaria, e de repente encontro-te aqui quase clandestino.
De qualquer forma fiquei muito contente.
Esperava encontrar-te no meco naquela coisa do pesca desportiva, mas, fica para quando estiver bom.Até lá vai-te divertindo e gostei deste teu cantinho, que vou guardar nos fav.
um abraço.
samuel