sexta-feira, outubro 26, 2007

Pesca recente

Mais uma noite bem passada na pesca com os amigos e com um tempo excelente. Deixo aqui o resultado dos lançamentos que fiz. Um robalo que deu 2.3 kg e proporcionou uma janta que nem vos digo nada. Assadinho no forno com batatinhas e um bom vinho...delicioso.
O material foi o do costume (já nem me lembro qual a amostra mas penso que era uma Flash) e a maré estava a descer como gosto de pescar. O bicho deu uma luta muito gira pois vinha muito pouco picado pelas fateixas. Ficou preso apenas por um anzol da fateixa mais perto da cabeça da amostra. Que corridas mandou...valeu a pena.
Como não podia também deixar de ser lá fiquei com os olhos fechados e com cara de "maluco"...que figura!!!

segunda-feira, outubro 15, 2007

Daiwa Saltiga Minnow...uma paixão

Este post é uma homenagem à amostra que mais alegrias me tem dado nestes últimos tempos: a Daiwa Saltiga Minnow, uma fantástica amostra para pescar com pouca água, tal como tanto gosto, já que as minhas horas preferidas são as duas últimas da vazante e as primeiras duas da enchente.

É um minnow que lança muito bem devido ao seu dual long cast system que consiste num sistema de dois pesos deslizantes que automaticamente mudam o equilibrio da amostra para a traseira durante o lançamento transformando-a numa verdadeira bala. Quando recuperamos esses pesos regressam à posição inicial permitindo uma acção excelente da Saltiga dentro de água.



A Saltiga é uma amostra flutuante com 19.5 g para um comprimento de 14.5 cm equipada com fateixas Owner ST-46 n.º 5 que picam mesmo bem. Afunda cerca de 60 cm e apesar de não possuir um ratling muito intenso tem grande capacidade de atracção devido aos brilhos que emite com os toques e animações que provocamos.





Não sendo uma amostra barata merece contudo tudo aquilo que custa. Pelo menos para mim tem sido espectacular!

Pesca 13 Out 2007

Sábado à noite a dupla terrível, ou seja o Mário e eu, foi à pesca. Última hora da vazante, noite quente e sem vento, águas abertas e a mar a condizer. Chegados ao pesqueiro os primeiros lançamentos não deram grandes esperanças de sucesso pois não tivemos qualquer ataque às nossas Saltiga, à excepção das pedras que lá lhes iam dando uns "beijinhos" de quando a quando. Até que de repente oiço o Mário dizer que tem um e lá tirou um robalo de 3.2 kg...fumou um cigarrito para acalmar os nervos e lá veio ter comigo, que tinha continuado a lançar e a tentar animar a amostra. "Então algum toque?" perguntou ele...eu respondi que nem ve-los, que não tinha sentido nadinha. Passado um bocado oiço novamente "olha tenho um" e vejo com agrado a luta que este segundo exemplar deu. Foi um espectáculo ver a luta entre o peixe e o pescador! Este segundo deu o peso de 3.7 kg para um comprimento de 73 cm.
Eu lá continuei a lançar sem qualquer resultado...

Pois é meu amigo desta vez eles preferiram as tuas amostras e eu levei um "bigode" monumental. Parabéns.

quinta-feira, outubro 11, 2007

Pesca 5 Out 2007

Na sexta-feira lá fomos à pesca. Uma tarde de muito sol e calor, um mar a condizer e muita esperança e fé em conseguir uns ataques às nossas amostras. Os cromos era aqui o vosso escriba, o Ricardo, a sua namorada Ana e o Ivo. A praia estava pejada de pescadores que ainda antes de nós procuravam também o seu momento de felicidade e lá conseguimos um espaço para lançarmos as nossas amostras.
Eu fazia o meu regresso depois do braço partido em Agosto sendo a primeira vez que me aventurava a lançar sozinho. O braço aguentou-se muito razoavelmente (o pior foi mesmo depois em casa) e os lançamentos foram-se sucedendo.
Ao terceiro ferro o primeiro robalo e o Ricardo faz o seu primeiro lançamento ferrando logo um cabeçudo de 3.5 kg. Foram uns atrás dos outros e em cerca de duas fizemos 11 peixes (5 para mim, 5 para o Ricardo, 1 para o Ivo e a Ana teve dois ferrados mas que não conseguiu tirar devido ao seu pulso lesionado).
Foi uma tarde muito bem passada...deixo aqui algumas fotos dos peixes.
O Ricardo com os seus dois de 3.5 kg

Aqui o Ivo com o seu exemplar

Os meus 5 fizeram 6.2 kg, tendo o maior 1.4 kg. Apenas tirei uma foto em casa com o telemovel que não ficou nada de jeito. Foi uma tarde em que o "aluno" deu um grande bigode ao "professor".

Agora voltaram as grades...já levo três desde sexta...ai ai

terça-feira, outubro 09, 2007

Pai e filho

Este Sábado vivi um momento especial.

Fui à pesca com o meu filho João. Mais importante do que apanhar peixe, estive com ele a pescar aos robalos. A ensinar-lhe como lançar a nossa amostra para capturar o rei dos peixes e a incutir-lhe o respeito que ele nos merece pela grandeza que tem.
Foi um momento lindo e único, que espero repetir muitas e muitas vezes.

São estes momentos que nos fazem viver e nos dão alento. Que nos permitem perceber o que realmente vale a pena neste mundo louco em que vivemos.


Ver a cara de alegria do nosso filho enquanto lhe ensinamos como devem fazer e sentir um orgulho enorme quando o vemos a tentar dar, com a sua mão tão pequenina, toques com a cana para animar a amostra.
A minha mão em cima da dele para controlar a recuperação, ele a dizer-me "não puxes tão depressa pai" e o mar ali tão perto de nós os dois.

Fomos apenas "um" naqueles momentos que passamos à beira-mar. E é isso que os pais e os filhos devem ser...um apenas!!!