segunda-feira, maio 18, 2009

Sensação...


Mais uma quarta-feira de pesca, éramos sete...

Fernando Corvelo, Pedro Russo, Xandre, João Oliveira, João Afonso, Francisco Carvalho e eu, o Carlos Fazenda .

Fui direitinho à minha pedra, em silêncio absoluto lanço a minha mais nova da caixa a Lucky Craft Sea Finger 153F Slim #Laser Ghost Sardine, 15 gramas, Floating e no segundo lançamento ferro o robalito mais pequeno que apanhei em toda a minha vida.

Sem acender a luz desferreio-o e coloquei-o numa grande poça de água. E voltei a lançar para o mesmo sítio... e nada!


Não havia mais... fiz uma fotografia de telemóvel com a luz da lanterna e coloquei o pequeno na natureza!

Sai dali, cruzei-me com os gradeiros e fiquei, na praia, ao lado do Corvelo, ia-lhe a dizer que tinha tirado o sexto XS consecutivo, e de repente a cana do Fernando vergou... Cana ao alto, carreto a cantar... Parei para ver o meu amigo Corvelo naquelas figuras em que todos adoramos estar... O homem transformou-se num ninja, devia estar a gozar à brava... Foi um longo minuto para tirar o peixe da água.

Era um 3 Kilos..., (nem pesámos ( mas era !))

Eu voltei a lançar e pensei o Fernando tem a pesca feita vai mete-lo no saco azul... O Fernando pediu-me a máquina eu disse-lhe que não tinha , estava a arranjar. - Só tenho o telemóvel ... - Tira à mesma...

Tirámos 3 fotos com a luz da minha lanterna... um desastre de fotos...

E depois ...

- Vou por o peixe na Água.


Ouvir aquilo foi complexo, uma sensação esquisita.

- Vais meter o peixe na água? Eh pá, é um belo peixe! ...

O diabo que há em mim foi calado pelo respeito da atitude do Fernando, e lembro-me de pensar nunca apanhei um 3 Kilos. Que pena nenhum de nós ter uma máquina fotográfica.

O João Afonso, passa por nós, acaba por saber da pesca, vem o João Oliveira e ficou tudo em profundo silêncio em respeito pelo que o Corvelo acabara de fazer.

Tivemos mais uma hora e regressámos aos carros.

Quando entrámos no carro o Fernando, disse-me :

- Eh pá! Nem sabes o bem que me fez! Andava a precisar disto à muito tempo!
Partimos e acabou por adormecer e só acordou à porta de casa...

Bem, eu e o Francisco viemos o caminho todo a falar de amostras e de canas !

3 comments:

Rodrigo Zacarias disse...

Que grande relato e atitude do Fernando. Foi pena as fotos estarem pouco nitidas.

Parabens amigos.

Aquele abraço

FC disse...

Rodrigo,

Obrigado pelas tuas palavras. De facto soube muito bem libertar aquele peixe. Era uma promessa que tinha feito a mim mesmo e, na verdade, não custa nada, pois a emoçao que ele me proporcionou quando atacou a minha amostra valeu bem a sua libertação. Assim ele possa ir dar essa alegria a outro pescador.
E soube muito bem ir à pesca com aquele grupo. É sempre bom estar entre amigos. O relato do Fazenda revela bem o que se passou naquela noite chuvosa. O telemovel nao deu para tirar fotos melhores e nao tinhamos levado as maquinas.


Abraço,

Fernando

jmota disse...

És uma inspiração Fernando!

Obrigado!