terça-feira, janeiro 18, 2011

Apresentação

Olá a todos,

Antes de mais, aproveito para agradecer ao Fernando, ao Alexandre, ao Pedro e ao Carlos por me terem convidado a fazer parte desta equipa de amigos apaixonados por este desporto tão cativante que é a pesca e dou as boas vindas ao amigo António nesta nova aventura.

Pesco desde os meus 10 anos quando me iniciei à pesca em água doce, num rio perto de onde vivia no nordeste de França. Em 1995 regressei definitivamente a Portugal para descobrir os prazeres da pesca à beira mar. Desde então, nunca mais voltei a pescar em água doce (sabe-se lá porquê?!).

Sou natural de uma aldeia entre Leiria e Nazaré, pelo que a minha zona de pesca situa-se entre a foz do Arelho e São Pedro de Moel (aos fins de semana e durante as férias). Durante a semana, sempre que o mar e o tempo deixem, costumo ir pescar para São Julião, Aguda ou Bicas. Sou um pescador ecléctico, pratico surf-casting, pesca à bóia, pesca de barco, jigging, corrico e com mais assiduidade spinning.

Foi com o amigo Fernando que, há cerca de 5 anos, nos aventurámos na técnica do spinning. Após alguns anos de corrico, alguns robalos e muitas grades, resolvemos evoluir e passar a pescar com as ditas "rapalas". Já tínhamos cada um uma cana de spinning, daquelas bem pesadas e pouco manejáveis, mas estava difícil dar o passo em frente! Nem sempre é fácil começar uma nova técnica de pesca sem ajuda de pessoas com alguma experiência. O clique surgiu quando, após mais uma grade à bóia de água nas Bicas, nos cruzámos com o mestre Xandre! Ele ostentava um belo robalo com cerca de 3 kg. Ficámos a pensar que afinal esta técnica era capaz de dar resultados! A conversa que tivemos com o Xandre só nos fez aumentar a vontade de começar o mais cedo possível a pescar ao spinning!
Ainda me lembro do dia em que fomos comprar as nossas primeiras amostras, umas Angel Kiss da Maria, caríssimas, numa loja do cais do Sodré! As primeiras sessões foram pouco encorajadoras! Eram grades atrás de grades! Foi um início pouco promissor! Até que começámos a apanhar-lhe o jeito e os resultados começaram a aparecer. Esta técnica já me trouxe algumas alegrias, uma das últimas foi um robalo com 6,2 kg cujo relato da captura irei colocar neste blog dentro em breve.
Desejo a todos um excelente ano 2011 com muitas e boas capturas.

0 comments: