sexta-feira, fevereiro 25, 2011

Um robalo de peso...

Foi no sábado dia 12 de Dezembro de 2010 que mais uma vez fui aliviar o stress do dia a dia num dos meus pesqueiros favoritos, perto da Nazaré. Por volta das 16h00, cheguei à beira mar e fiquei com aquela sensação de que desta vez não iria voltar com mais uma grade! O vento era fraco, o mar estava de feição, com ondulação de 1,2 m e a maré estava a encher. Um mar ideal para uma sessão de spinning! Vesti as waders à pressa, montei o Twinpower 4000 na minha Speedmaster de 3 m e apressei-me a ir para a zona que me parecia mais adequada para os labrax andarem a caçar. Uma vez no sítio certo, montei uma Flashminnow 130 metalic sardine (uma das minhas preferidas) e só me restava desfrutar o momento. Comecei por fazer umas animações (jerking) curtas com a cana rente à areia, depois passei a animar com a cana ao alto. O mar estava a deixar-me trabalhar a amostra ao meu gosto mas os toques não apareciam. Passado algum tempo sem sentir um peixe, o moral já não estava lá em cima e comecei a pensar que, apesar das condições serem optimas, o final seria o do costume: mais uma rapada para a minha extensa colecção! Mas como a esperança é sempre a última a morrer, sobretudo quando estamos a falar de pesca, lá continuei os lançamentos, mudando de sítio a cada lance para ver se dava com os robalos.
A noite já tinha caido, eram quase 18h00 e a maré estava perto de virar quando finalmente senti o primeiro toque! Aleluia! No início, pensei que fosse um robalo pequeno pois o toque foi relativamente leve. Ferrei o peixe e aí senti que o meu adversário já era de peso pois não gostou da minha acção e começou a levar-me fio! Zzzzzzzzzzzzzzzz! Que lindo som! São estas sensações que nos fazem gostar tanto desta técnica. As cabeçadas eram maciças, guardei a cana ao alto e tentei acompanhar o peixe para amortecer as suas investidas. À medida que avançava e recuava para combater o meu rival, estava cada vez mais preocupado com o receio de o perder pois tomei consciência de que o peixe era realmente grande. De repente, o fio enrolou-se na ponteira da cana e deixei de sentir o som da bobine com o fio a desenrolar-se! Ora bolas, é desta que o vou perder, pensei para mim! Tentei acompanhar as suas cabeçadas para evitar partir o leader (que felizmente era de 0,45 em fluorocarbono). Como se não bastasse esta desgraça, a força e o peso do peixe fizeram com que a ponteira se desencaixasse do resto da cana! Lá estava eu, sozinho sem ninguém para me ajudar, com a ponteira as modos que a flutuar na escuridão, a ir para trás e para a frente para não perder um dos maiores peixes que já ferrei! E como se não bastasse toda esta desgraça, veio uma onda maior que me ia mandando para o chão! Não sei como consegui mas acabei por tirar o peixe fora de água, aproveitando o escoar da onda. Corri em direcção ao peixe para o agarrar o melhor que podia e empurrá-lo para a areia seca! Ainda não tinha noção do tamanho do peixe, só depois de acender a luz frontal é que me apercebi da grandeza do animal! Tirei a fateixa daquela bocarra, fateixa essa que abriu com a força do peixe, e tentei tirar umas fotos com o telemóvel e a luz frontal a fazer de flash (pois tinha deixado a máquina digital em casa!) pelo que as fotos não ficaram com grande qualidade.Passados uns bons 15 minutos, depois de ter recuperado o fôlego, ter voltado a montar a cana e arranjado o triplo, lá fui fazer mais um lançamento. E não é que mal a amostra caiu à água, após duas ou três maniveladas, sinto um toque violento! Ele há coisas...Ferro e começo a manivelar mas o carreto, depois do contacto prejudicial com a arreia, ficou perro e acabei por perder mais um robalo que parecia bem jeitoso pelo ataque que provocou!
Ainda continuei a lançar a amostra mas o carreto não estava a colaborar e o facto de ter perdido aquele peixe deve ter assustado os eventuais robalos que andavam por perto, pelo que depois de uma hora de insistência, resolvi dar a pesca por acabada e ir pesar o bicho com a balança que tinha ficado na mala do carro! Os 6,225 kg marcados na balança quase que me assustaram! Nunca tinha pescado um robalo tão grande, media 84 cm. O meu anterior recorde tinha quase 11 anos e foi um robalo com 5 kg. Voltei para casa para mostrar o bicho à família que estava reunida a festejar os anos do meu pai e ficaram todos de boca aberta! Eles também nunca tinham visto um robalo com este tamanho! Ainda consegui tirar uma fotografia com melhor qualidade. Esta é a história do peixe de uma vida. Desejo-vos tanto prazer quanto eu tive a combater um robalo deste calibre.

domingo, fevereiro 20, 2011

Light Jigging



Via: http://www.yamaria.co.jp/

Neste vídeo podem ser observadas algumas animações utilizadas para uma zagaia leve, neste caso uma Maria Mucho Lucir.
No entanto são animações aplicáveis a amostras similares de outras marcas.
Todos os créditos vão para o staff da Yamaria.

Até ao próximo post, de preferência com bom tempo!

Pedro Russo

quinta-feira, fevereiro 17, 2011

A fúria dos elementos





O Mar ontem na Praia do Norte na Nazaré...

quarta-feira, fevereiro 09, 2011

I Feira de Pesca de Setúbal


Organização: Câmara Municipal de Setúbal
Enquadramento: 9ºs Jogos do Sado
Parcerias:
Clubes Parceiros Locais:
Clube “Os Amarelos”: Apoio à organização
Clube Companhia dos Mares: Organização do Campeonato Nacional da 3ª. Divisão de Pesca Embarcada de Alto Mar.
Clube de Amadores de Pesca de Setúbal (CAPS): Organização do Grande Prémio de Setúbal de Pesca à Bóia.


Lojas Parceiros Locais:
Casa Pita
Companhia das Marés
Custom by 7EVEN

Outros Parceiros:
Tribo Fishyak
Kayak Fishing Fórum
Data: 1, 2 e 3 de Abril de 2011
Local: Parque Urbano de Albarquel, em Setúbal
Conceito: Feira interactiva de pescadores para pescadores

Estratégia:
Criar condições para uma interacção prática entre sites/fóruns, revistas da especialidade, clubes/associações, lojas locais, importadores (associados, ou não, aos intervenientes referidos) e pescadores das mais variadas técnicas, mais direccionadas para estuário e mar.

Papel da Comissão Organizadora dos 9ºs Jogos do Sado:
1. Divulgar as presentes intenções, junto dos intervenientes referidos
2. Convidar e abrir inscrições junto dos mesmos.
3. Cooperar com parceiros na organização das acções/eventos a decorrer durante a Feira.
4. Adquirir prémios e t-shirts para concursos e opens, segundo indicações dos parceiros/organizadores.
5. Colaborar com todos os intervenientes, em termos logísticos, quanto a montagens e organização de debates/workshops.
6. Coordenar espaços e actividades, tendo em conta o programa final.
7. Montar pavilhões e pontos de luz para cada expositor inscrito.
8. Tratar das autorizações e licenças necessárias.

Papel dos clubes parceiros locais:
Organização de concursos de pesca já programados e apoio à organização.

Papel das lojas parceiros locais:
Convidar os importadores que as servem, exposição, teste, venda de materiais ou outros relacionados com a sua actividade comercial.

Papel dos Fóruns Tribo Fishyak e Kayak Fishing (Outros Parceiros):
Organização de um Open de Kayak Fishing, para além do papel solicitado a Sites/Fóruns que abaixo se propõe.

Papel dos Importadores:
Exposição, testes de materiais, outros relacionados… de preferência, associados aos lojistas parceiros.

Papel dos Sites/Fóruns inscritos ou não:
1. Divulgação da Feira junto dos seus membros, lojas ou importadores associados, no que respeita à participação alargada como expositores.
2. Autodivulgação enquanto unidades de promoção de conhecimento/desenvolvimento da pesca nas suas diversas vertentes.
3. Promoção de actividades/eventos práticos (debates, workshops técnicos e/ou demonstrativos), promotores de participação dos seus membros e visitantes.
4. Exposição, teste e venda de materiais de divulgação e/ou pesca, quando e se associados a importadores ou lojistas.
5. Apoio voluntário à organização, no caso de alguns eventos em que se evidencie ser necessário.

Papel da revistas e jornais da especialidade:
Divulgação nacional do evento e participação no mesmo.
Proposta de temas base para workshops, debates…:
- Iniciação de jovens na pesca
- Técnicas de pesca
- Estado da pesca em Portugal.
Os temas poderão e deverão abordar áreas teóricas e/ou práticas, com atenção especial para as últimas, atendendo às condições oferecidas pelo local de realização da Feira.

Programa:
1 de Abril:
15.00: Abertura com oferta de Moscatel de Honra, pela Senhora Presidente da Câmara Municipal de Setúbal a todos os expositores (representantes dos importadores, clubes, associações, federações, fóruns, sites…).
16.00: Abertura oficial da Feira ao público.
18.00: Início do período de tratamento de temas, debates e workshops.
19.00: Reunião de balanço e de debate de dúvidas e necessidades, entre a organização e os expositores.
23.00: Fim do período de análise/debate de temas e workshops.
00.00: Encerramento da Feira ao público.

2 de Abril:
08.00: Início da realização de concursos
10.00: Abertura da Feira ao público e início do período de testes práticos de materiais, tratamento de temas, debates e workshops.
16.00: Início do período de pesagem e distribuição de prémios dos concursos.
19.00: Reunião de balanço e de debate de dúvidas e necessidades, entre a organização e os expositores.
23.00: Fim do período de testes práticos de materiais, análise/debate de temas e workshops.
00.00: Encerramento da Feira ao público.

3 de Abril:
08.00: Início da realização de concursos
10.00: Abertura da Feira ao público e início do período de testes práticos de materiais, tratamento de temas, debates e workshops.
16.00: Início do período de pesagem e distribuição de prémios dos concursos.
19.00: Reunião de balanço/avaliação entre organização e expositores.
20.00: Encerramento definitivo de todas as actividades da Feira.

Inscrições:
As inscrições são feitas através de ficha anexa e não implicam qualquer pagamento, aluguer de espaço, estrutura nomeada ou segurança. Serão aceites, por ordem de entrada, no limite do número dos espaços assegurados e considerando que os acima nomeados “Parceiros” têm, já garantida, a sua inscrição.

Data limite das inscrições: 28 de Fevereiro de 2011
As inscrições poderão ser enviadas para:
Divisão de Desporto da Câmara Municipal de Setúbal
Rua da Saúde
2900 Setúbal
Fax: 265548236
e-mail: cms.pua@gmail.com
Após aceites as inscrições, serão agendadas reuniões com todos os intervenientes, no sentido de familiarização com os espaços e pormenorização das respectivas participações


Para qualquer esclarecimento ou dúvida, contactar Ernesto Lima, através do número: 963579132
Em: 7 de Fevereiro de 2011
Pela Comissão Organizadora dos Jogos do Sado: Ernesto Lima
PS: o programa fica sujeito a alterações de pormenor, mantendo os conceitos implícitos.